Assine Gestão Escolar
Revista do mês
Gestão Escolar
Assine Gestão Escolar
publicidade

Um plano de metas para atingir em 2013

Defina logo no começo do ano as ações que vão garantir a alfabetização, reduzir a repetência e acabar com a evasão. E descubra como a equipe gestora de três escolas alcançaram esses objetivos

Verônica Fraidenraich

|< < Página de
=== PARTE 1 ====
=== PARTE 2 ====
=== PARTE 3 ====
=== PARTE 4 ====

Todos avançando juntos
Em Rio Branco, escola reduz repetência ao investir em aulas de reforço e acompanhamento do desempenho

Nancy e Nilva <i>(à direita)</i> instituíram o reforço para diminuir a distorção idade/série. Foto: Odair Leal
APOIO AOS ALUNOS Nancy e Nilva (à direita) instituíram o reforço para diminuir a distorção idade/série

Quem acessa o blog da EEEF Georgete Eluan Kalume, de Rio Branco, se depara com fotos de aulas de música, leitura ou de uma reunião de planejamento. Diante disso, fica difícil imaginar que, há quatro anos, tudo era diferente. Em 2008, o nível de repetência nas séries iniciais do Ensino Fundamental chegava a 17% e distorção idade/série era de 23,5%.

Para reverter esse quadro, a direção investiu em aulas de reforço para os alunos reprovados e os que tinham dificuldade de aprendizagem. O professor titular passou a receber um complemento salarial para estender a jornada de trabalho. "Se o aluno não pode vir no contraturno por motivo de transporte, o apoio pedagógico é feito duas ou três vezes por semana no horário de aula, em agrupamentos específicos e com atividades diferenciadas", explica Nancy Magalhães de Souza, coordenadora pedagógica. Faltas não são toleradas. "Ligamos para os pais e vamos até a casa do aluno saber as causas da ausência", diz a diretora, Nilva Souza de Lima. A direção também avaliou ser importante o apoio da família no incentivo aos estudos e oferece à comunidade oficinas e palestras. "Os pais dão mais atenção às tarefas de casa", diz Nancy. Esse conjunto de ações resultou em alunos mais comprometidos. Em 2010, o número de reprovados na primeira etapa do Ensino Fundamental caiu para 3,6% - e este ano beira o 1% -, a distorção caiu para 2,61% e o Ideb foi de 4,1, em 2007, para 5,4, em 2009.

Diminuir a retenção

Levantar histórico Reúna os dados gerais da escola e também os por turma, comparando com o de anos anteriores, para observar se o problema está em uma série específica. 

Analisar as causas Com a coordenação pedagógica e os docentes, discuta sobre os alunos que repetem de ano: os professores os envolvem nas atividades propostas? São indisciplinados? Participam de outros projetos da escola no contraturno?

Estruturar aulas de reforço Os alunos podem ser agrupados na própria sala de aula, segundo os conteúdos em que precisam de reforço ou em turmas específicas no contraturno. Cabe às equipes gestora e pedagógica discutir a melhor forma de oferecer o apoio, considerando a orientação da rede e a disponibilidade de salas e educadores.

Planejar atividades diferenciadas A coordenação pedagógica deve prever maneiras de ajudar o corpo docente a desenvolver atividades e intervenções que atendam às necessidades dos alunos e a acompanhar a evolução dos diversos grupos.

Informar os pais Os pais dos estudantes que fazem reforço têm de ser informados sobre o plano de ação para que eles não percam o ano e o andamento dos trabalhos.

Obter o comprometimento do aluno Conversas individuais ajudam a pontuar os avanços e mostrar a eles a importância em participar do reforço.

|< < Página de
Compartilhe

Gostou desta reportagem? Assine GESTÃO ESCOLAR
e receba muito mais conteúdo a cada edição!

 

Publicado em GESTAO ESCOLAR, Edição 017, Dezembro 2011/Janeiro 2012. Título original: Um plano de metas para 2013
Comentários

 

 Garanta já a sua revista! Assinaturas, edições impressas e digitais
Gestão Escolar
  Patrocínio     Edições SM

Fundação Victor Civita © 2013 - Todos os direitos reservados.